HOMEM AGRIDE COMPANHEIRA, CORTA CABEÇA DE GATO E É PRESO PELA POLÍCIA MILITAR EM BELO ORIENTE

Segundo a PM, o homem cortou a cabeça de um dos gatos após estrangulá-los.

HOMEM AGRIDE COMPANHEIRA, CORTA CABEÇA DE GATO E É PRESO PELA POLÍCIA MILITAR EM BELO ORIENTE

A Polícia Militar de Belo Oriente, no Vale do A√ßo, prendeu um homem, de 26 anos, por viol√™ncia doméstica, maus tratos contra animais e amea√ßa, na última segunda-feira (13). Segundo a PM, o homem cortou a cabe√ßa de um dos gatos após estrangul√°-los.


De acordo com os militares, em contato com um homem, de 48 anos, ele informou que seu concunhado foi até sua casa, e come√ßou a jogar v√°rios objetos de sua cunhada, de 21 anos, em seu lote, ele dizia que n√£o queria mais se relacionar com ela, e que iria mat√°-la.


Em seguida, ele foi na casa do solicitante e o atacou com socos e chutes e depois fugiu. Receoso pela vida da cunhada, a vítima relatou que entrou em contato com ela, mas sem sucesso. A preocupa√ß√£o era de que autor pudesse fazer algo contra a mulher, j√° que ela havia enviado uma foto dos gatos dela, que o autor decapitou.


Conforme os policiais, a guarni√ß√£o seguiu para casa do autor, onde encontraram po√ßas de sangue pela casa e, na sala, a cabe√ßa de um dos gatos. O autor confirmou que matou os animais para n√£o matar sua companheira. Em um dos quartos do imóvel, os policiais encontraram a vítima, de 21 anos, chorando. Ela disse que tinha ido a um bar com o companheiro e, no retorno, ele a empurrou; a mulher chegou a cair no ch√£o e revidou com um soco. O autor teria dito para ela n√£o revidar e a empurrou novamente, ela caiu e teve ferimentos nas costas.


De acordo com a vítima, amigas passaram de carro no momento e lhe deram carona até a resid√™ncia de sua irm√£. Posteriormente, ao chegar em casa, a vítima encontrou seus gatos degolados, momento em que o autor apareceu e colocou uma faca em seu pesco√ßo.


O homem ofereceu resist√™ncia durante a pris√£o e chegou a agredir um militar com uma cabe√ßada. Os envolvidos foram encaminhados ao Hospital de Perpétuo Socorro para atendimento médico. Em seguida, foram conduzidos à Delegacia de Polícia Civil.